Dicas para celebração pascal em comunidade

15.Março.2019
 

O coelho, o ovo de páscoa entre outros símbolos tão lembrados durante esta época tem sentido na ocasião, mas para entender esse sentido, primeiramente é preciso estar atento ao verdadeiro significado da Páscoa.

• Como surgiu?
 
A palavra páscoa, quer dizer passagem. O povo judeu foi escravizado no Egito por 400 anos e Deus o libertou com a ajuda de Moisés. Esse povo liberto atravessou o Mar Vermelho e foi para a Terra Prometida.

Nessa travessia, os judeus contam que o faraó se arrependeu de ter libertado o povo e então o perseguiu quando ele fugia da escravidão. O faraó mandou seu exército ir atrás, mas milagrosamente Deus trouxe salvação ao povo, pois quando ele foi atravessar o Mar Vermelho a maré estava baixa para que eles pudessem passar, mas quando o exército chegou a maré subiu e os soldados morreram afogados. Ou seja, Deus protegeu o povo e o livrou da perseguição intensificando uma ação da natureza.

Isto é a páscoa para os judeus, esta passagem rumo a Terra Prometida.

• Páscoa de Cristo

Para os católicos, a Páscoa acontece por meio de Jesus Cristo, é  espiritual,  representa a libertação do pecado. Então, por meio de Sua palavra, Seu sofrimento, Sua Paixão, Jesus vem ao mundo para libertar-nos do pecado original e da morte, para dar mais uma chance ao povo de entender pessoalmente, por meio Dele, verbo encarnado, a importância de segui-lo e buscar a santidade, de romper com o pecado.

Isso se dá também através do batismo, quando a criança é liberta do pecado original, então ela já vive essa Páscoa da Ressurreição.


Ou seja, a Páscoa representa por meio da ressurreição de Jesus, a vitória total da nossa vida. A partir dela, sabemos que nós também vamos ressuscitar, pois Cristo ressuscitou e conquistou para cada um de nós a ressurreição, a vida. E esse é o motivo pelo qual o ovo é um dos símbolos pascais, pois ele representa a vida, o nascimento, por meio dele nascem vidas, e o coelho é um dos animais que mais se reproduz, o que também se associa à vida.

Entendendo verdadeiramente a Páscoa e seu significado e simbolismos, é possível encontrar maneiras de bem vivê-la em comunidade.

• Vivendo bem a Páscoa

Ao longo do período da Quaresma, realizamos a preparação para a Páscoa, o que já nos permite começar a bem vivê-la.

Então, por meio dos jejuns, práticas de caridade, busca do Sacramento da Confissão e reconciliação com Deus e com os irmãos já se dá início a um novo rumo na caminhada. A decisão de abandonar o pecado é o primeiro passo, então buscar confessá-lo e reconciliar-se são os sucessivos.

Durante os 40 dias precisamos verdadeiramente viver essa reflexão profunda sobre nossas atitudes e o que Jesus fez pela nossa salvação, deu a vida! E o que nós fazemos com isso, se realmente somos dignos dessa tamanha expressão de amor de Deus.

Ter essa conscientização e então esse transbordar de amor, de sentir-se amado por Deus, nos faz viver bem a páscoa junto aos irmãos, à família, à comunidade e em sociedade.

O Domingo de Páscoa é a expressão máxima de felicidade e alegria, pois é a ressurreição de Cristo, é a realização concreta do Cristo ressuscitado no terceiro dia, conforme as Escrituras. É preciso celebrá-lo, celebrar a vida, celebrar o amor de Deus, a chance que Ele nos dá de vida nova.


Comumente as pessoas trocam ovos de chocolate nesta data e realizam o tradicional almoço no Domingo de Páscoa, que, sim, são importantes e reforçam, por meio do simbolismo dos ovos, a vida e promovem a união das famílias e reconciliações. Mas, antes de tudo é imprescindível ter vivido o período quaresmal plenamente, ter passado pela caminhada do arrependimento e reconciliação com Deus para ter o que celebrar na páscoa. Do contrário, como se pode celebrar? 

É preciso refletir sobre o real significado da páscoa em comunidade para poder vivê-lo e celebrá-lo. 

Participar das celebrações de preceito ao longo dos 40 dias, inclusive e principalmente da Missa do Domingo de Páscoa. Isto é essencial para concluir com êxito o que é apenas o grande começo de uma vida nova em Cristo. 

Ao final, você pode ainda de repente se unir à família que é a igreja e aos irmãos para confraternizar após a Santa Missa ou de alguma outra forma. Seja promovendo um almoço, trocando presentes, enfim, fazendo uma grande partilha e desejando uma feliz Páscoa a todos.

É tempo de restauração! Vivamos este período com aprofundamento e plenitude para que possamos celebrar a Páscoa do Senhor cheios de alegria e renovação junto aos irmãos de comunidade.

 
 
 
 
 
 
Comente com o facebook
 
 
Um projeto da
 
Conheça nossas soluções
  •  
  •  
  •  
  •  
Redes sociais
  •