5 motivos para implantar um sistema de gestão administrativa na sua paróquia

03.Dezembro.2018
 

Nem sempre fazer a administração de algo é fácil. Pelo contrário, quando não se tem experiência, ainda que se tenha boa vontade, isso pode ser uma tarefa bem complicada e até mesmo financeiramente arriscada.


De qualquer forma, é indiscutível a necessidade de buscar sempre novas alternativas que facilitem essa organização e auxiliem até mesmo as pessoas com menos afinidade com a tecnologia. E sim, não somente em negócios, mas nas igrejas ter essa consciência e se preocupar em relação a este âmbito é essencial.

Há muitas opções para conduzir os processos administrativos auxiliando os responsáveis com ferramentas especializadas que facilitam toda a mecânica e organizam quase por completo as informações gerais e os dados específicos, permitindo melhor leitura e análise dos dados.

Para que você conheça mais sobre a tecnologia pensada para a Igreja, separamos algumas dicas abaixo que vão te ajudar a compreender o quão diferenciais elas podem ser na realidade eclesial.

#1 Maior controle sobre as entradas e saídas de caixa

Quando se tem um sistema administrativo, é possível ter mais controle sobre o que entra e o que sai de dinheiro na paróquia, cada centavo pode ser registrado, visto que todos esses dados são armazenados de forma automática no sistema. Isso gera relatórios gerenciais.

Dessa forma, é possível fazer consultas e análises sobre cada informação relacionada a dízimo, oferta, doações etc., além de pagamentos de contas, salários, entre outros necessários com mais tranquilidade e agilidade.


#2 Criando um planejamento e adequando rotas

Com base nos dados coletados por meio de um sistema e tendo acesso às possibilidades de análise que ele oferece, é possível planejar melhor o futuro financeiro da comunidade. Ter um controle de itens, evitando falta ou desperdício. Pensar em formas de investir em melhorias quando há um fluxo de caixa maior ou pensar em formas de economizar para gerar mais fluxo de caixa e cobrir as contas. 
É necessário ter conhecimento pleno e fidedigno sobre os valores em caixa para poder planejar até eventos e promover iniciativas e se manter longe das dívidas. Dessa forma, identificando as respectivas necessidades das paróquias, é mais fácil readequar rotas se necessário para se manter no azul.

#3 Transparência - sem fraudes

Como os sistemas de gestão financeira são eficazes no controle de informações, evitam de forma considerável possíveis fraudes ou desvios. Todos os dados são inseridos nele automaticamente a cada transação ou ação por meio da tecnologia avançada.

Por exemplo, quando uma pessoa faz a contribuição do dízimo, automaticamente, o valor é registrado no sistema, além disso, essa pessoa também tem mais segurança, pois recebe na hora comprovantes com os respectivos valores e dados da transação efetuada em tempo real. Promover essa segurança e transparência faz toda a diferença para as igrejas, que muitas vezes são questionadas sobre a idoneidade dos processos financeiros. Isso sem falar que gerando essa transparência e confiança aos fiéis, eles passam a reconhecer que as igrejas estão somente fazendo realmente a gestão de recursos para manter a paróquia ativa e oferecer bem-estar aos paroquianos.


#4 Construção de histórico

Ter um histórico financeiro é essencial para a vitalidade de qualquer pessoa jurídica, afinal, funcionários entram e saem das empresas, assim como das secretarias das paróquias. E hoje em dia não se pode apenas depositar todo o conhecimento do histórico de qualquer negócio em uma pessoa, que pode um dia ir embora, por qualquer motivo, vontade, necessidade entre outros.

A questão é que a igreja tem que se blindar de perder informações e dados vitais para o seu bom funcionamento. Por isso é tão importante avaliar a implantação de um sistema de gestão administrativa, pois, por meio dele, esse histórico é salvo automaticamente e pode ser revisitado quantas vezes e quando for necessário. 

Manter um armazenamento de histórico para consultas faz parte da criação de uma gestão sólida e eficaz de qualquer paróquia, e facilita o dia a dia da pessoa responsável pela administração.

#5 Otimizando e modernizando processos

A necessidade de acompanhar as evoluções tecnológicas não pode ficar restrita ao mundo secular. É muito importante avaliar e reconhecer os benefícios que determinados avanços podem proporcionar dentro das igrejas, facilitando os processos, otimizando, modernizando e com isso até atraindo mais pessoas e contribuindo para a evangelização através da jovialidade e dinamismo inseridos neles.

Do contrário, até mesmo as igrejas começam a ficar para trás e perder espaço no campo da evangelização. Como o mundo é outro, por mais que a igreja seja a mesma, é muito importante investir numa comunicação atual para chegar até as pessoas, pois a forma de se relacionar com elas mudou. Utilizar dos avanços para expandir a evangelização, o alcance e fortalecer a presença da Igreja Católica, por exemplo, é uma estratégia louvável em tempos atuais. 

O sistema de gestão administrativa da paróquia pode auxiliar inclusive nesse aspecto, gerando agilidade e facilidade para consultas, tendo um layout personalizável que corresponda à temática da Igreja e oferecendo a possibilidade de acesso aos dados e informações coletadas via mobile (smartphone), imprimindo tickets também personalizáveis com o nome da Paróquia, por exemplo, etc. Essa modernidade facilita a vida do pároco, do secretário administrativo/financeiro e do paroquiano.


Para conhecer melhor as soluções da ServoFiel que auxiliam no controle de caixa de sua paróquia, acesse www.servofiel.com.br
Continue a navegar pelo nosso blog e acompanhe todas as nossas atualizações.


 
 
 
 
 
 
Comente com o facebook
 
 
Um projeto da
 
Conheça nossas soluções
  •  
  •  
  •  
  •  
Redes sociais
  •